O que é notícia na imprensa do Piauí, do Brasil e do Mundo

Espero que Bolsonaro seja responsabilizado por mortes do novo coronavírus

O Brasil já contabiliza mais de 1.700 mortes devido ao novo coronavírus. Parte dessa triste estatística precisa ser colocada na conta do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ao menos é o que defende a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP). Ela criticou as reiteradas declarações do presidente minimizando a pandemia que vem assolando o planeta nos últimos meses.

“Espero que ele seja responsabilizado por todo mundo que vai morrer por causa da fala irresponsável dele. Porque na hora em que ele fala ‘olha, é só uma gripezinha’, tem muita gente que vai ouvir, é o presidente da República. Essas pessoas não vão entender a gravidade da situação”, afirmou em entrevista ao portal UOL.

A parlamentar lamenta que parte do governo, incluindo Bolsonaro, seja contra as medidas mais rigorosas de isolamento social para frear o avanço da Covid-19, contrariando assim as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e do próprio Ministério da Saúde que, até o momento, ainda é chefiado por Luiz Henrique Mandetta.

“Quando li ontem [quarta-feira (15)] que ele ia demitir o Mandetta por Twitter, eu falei: ‘meu Deus, até onde que vai isso’? A gente bateu mais de 200 mortes em 24 horas e ele [Bolsonaro] continua com essa picuinha, com essa ciumeira. Eu fico completamente frustrada, eu lamento muito”, avaliou a deputada sobre a gestão do governo federal.

Para Tábata, quem se opõe ao isolamento com a justificativa de que o estrago econômico será mais grave “nã quer enfrentar a crise humanitária” que o planeta vive. Na visão da deputada, esse é o momento em que o governo precisa se “desdobrar” para manter as pessoas em casa e protegidas do novo coronavírus.

“Na hora que ele [Bolsonaro] diz que os empregos não podem parar, que as pessoas não podem passar fome, eu concordo 100%. Mas é por isso que a gente [deputados] apresentou um projeto de uma renda básica”, argumenta Tabata.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.