O que é notícia na imprensa do Piauí, do Brasil e do Mundo

Jovem fica paraplégica após contrair bactéria por causa de um piercing no nariz

A jovem Layane Dias, aos 20 anos, jamais imaginaria que estava prestes a passar pelo período que considera o mais complicado de sua vida. Ela sentiu dores e ficou debilitada até que perdeu o movimento das pernas, e em seguida perdeu o movimento do próprio corpo. As informações são da BBC.

Natural de Brasília – DF, a jovem disse à reportagem que dos seios para baixo, não conseguia sentir mais nada. 

O neurocirurgião que a acompanhou o caso apontou que a bactéria Staphylococcus aureus, que pode causar mazelas em diferentes níveis ao atingir a corrente sanguínea, entrou no organismo da jovem por meio de uma infecção no nariz e a deixou paraplégica.

Questionada se teve alguma espinha no nariz, ela contou ao profissional que havia colocado piercing no lado esquerdo do nariz. Região em que a bactéria é comumente desenvolvida. 

O médico conformou que o piercing foi a entrada da bactéria no corpo da jovem. Fato que deixou ela em choque. 

Um dos primeiros sintomas da infecção sofrida por Layane Dias foi uma ‘bola vermelha’ no nariz. Ela revela que sempre gostou de piercings.

Além de estudante de Recursos Humanos, também fazia alguns trabalhos como modelo fotográfica e era sempre vaidosa.

A jovem criou uma campanha no Vakinha Online onde pede ajuda para custear tratamento. Ela precisa de R$ para realizar exames, medicações, fisioterapia, ajuda nas mensalidade da faculdade, para compras de produtos de higienização. 

   ARQUIVO PESSOAL

A vida na cadeira de rodas

Por dois meses, Layane permaneceu internada para se recuperar. No hospital, soube que é incerta a possibilidade de voltar a andar.  Hoje, ela faz acompanhamento com uma psicóloga e sessões de fisioterapia.

A descoberta de que permaneceria na cadeira de rodas foi um dos momentos mais difíceis para a jovem. “Eu fiquei arrasada. A princípio, foi uma situação muito triste”, conta.

Apesar do choque inicial, Layane aprendeu a lidar com a atual fase da vida e conheceu outros jovens cadeirantes e vi que posso ser feliz assim.

Ela ressalta que não quer que sua história desestimule as pessoas que queiram colocar um piercing e fez um alerta para as pessoas terem mais cuidados.

No Instagram ela possui mais de 25 mil seguidores. Ela descreve que vive como se todos os dias fossem um milagre. “porque é!”

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.